União Planetária!

Princípios Institucionais

FRATERNIDADE

A União Planetária é uma ONG constituída por pessoas e entidades que acreditam ser possível e imprescindível construir uma sociedade digna, ética, socialmente justa, economicamente eficaz e ecologicamente sustentável, com liberdade e igualdade de oportunidades para todos.Propõe-se a atuar de modo abrangente, apartidário, laico e não-sectário, na elevação dos padrões éticos, culturais, sociais, assistenciais, econômicos, ambientais e espirituais, valorizando as diferenças e a pluralidade de ideias.

LIBERDADE

Essencial na organização social, deve ser ética, sob pena de ser falsa. Se não estiver fundamentada na fraternidade, dá lugar à liberdade selvagem. Só existe verdadeira liberdade entre iguais. 

DEMOCRACIA

Na sua primeira acepção, democracia significa “governo do povo”; logo, deve beneficiar todos e não apenas uma parcela privilegiada da sociedade. A democracia deve se manifestar não só na política, mas também na cultura, na saúde, na educação, na economia. Enfim, em todas as instituições da sociedade, proporcionando igualdade de oportunidades para todos.Democracia com miseráveis e excluídos é uma falácia. Privilegiar uns e discriminar outros revela a não-existência da democracia. Esta não se compatibiliza com as péssimas condições de vida de grande parcela da população, privada dos bens essenciais de uma vida digna. 

ORGANIZAÇÃO SOCIAL

A organização social tem responsabilidades pra com todos os cidadãos e deve garantir corretos meios de vida a todos. Logo, o Estado não pode se transformar em mero espectador de uma liberdade sem freios, assistindo passivamente à exploração dos socialmente desprivilegiados e fracos pelos mais privilegiados e, portanto, mais fortes.Geradas pela ignorância dos homens, as guerras são abomináveis. Bilhões de dólares são gastos para produzir rastros de dor, sofrimento e destruição.Tais fortunas devem ser canalizadas para o atendimento das reais necessidades humanas. É imprescindível e urgente o desarmamento mundial, para todos os habitantes do planeta poderem se unir num só coração e numa só mente.

SOLIDARIEDADE

A União Planetária não tem donos. Pertence a todos os homens e mulheres de boa vontade, que acreditam na regeneração humana e compreendem na regeneração humana e compreendem que o mundo somos nós, com nossos valores, aos que confiam na capacidade de poder construir uma civilização verdadeiramente humana, pelo uso da inteligência, do amor e do trabalho expresso na solidariedade.Dominada por valores invertidos, nossa sociedade estimula o uso da violência, da competitividade e do “salve-se quem puder”. Quanto mais os países lutam uns contra os outros, buscando poder, bens e a imposição de seus valores e ideologias, tanto mais criamos uma sociedade violenta e injusta, onde poucos têm muito mais do que precisam para viver, em detrimento de muitos que não tem o mínimo necessário para levar uma vida digna.Tais distorções podem ser facilmente percebidas nas ideias de superioridade racial da necessidade de guerra para alcançar a paz. Ao se defender essa competitividade, com a vitória dos mais fortes, jamais se farão leis justas, jamais se construirá uma sociedade legítima, harmoniosa e feliz. 

INTERDEPENDÊNCIA

A raiz fundamental de todos os problemas por que passa a humanidade está na ilusão da separatividade. Todos estamos estreitamente interligados e interdependentes. A cultura que possuímos, o alimento que ingerimos, as roupas que vestimos, tudo é fruto do trabalho de outras pessoas durante muitas gerações. Até o ar quer respiramos é o mesmo. A visão separatista é apenas ilusão.Todos pertencemos à mesma fonte de vida. Isso é corroborado por todas as religiões: todos os seres humanos são filhos de Deus. Assim, se Deus é nosso Pai, somos todos irmãos e a nossa família é a humanidade.No fundo, a questão é simples: assim como um bolo de chocolate só pode ser feito com chocolate, um mundo de fraternidade só pode ser feito com fraternidade.

Junte-se a nós, vamos fazer coro. Vamos trabalhar para que os valores da sociedade sejam mais elevados. Com amor, inteligência e trabalho expressos na solidariedade poderemos escolher, conscientemente, regras justas e democracia real para todos.