02 jul
  • Por União Planetária

A Maioridade de um Projeto de Transformação Social e Humana

Por Paulo Henrique de Castro

Colaboração: Mayane Burti

Qual é a importância das iniciativas do chamado terceiro setor para a resolução das graves e complexas crises sociais, políticas, econômicas, ambientais e de valores vividas pela nossa civilização? Sua importância é crucial, principalmente para os cenários sociais de exceção presenciados em todo o planeta: guerras, fome, pobreza, corrupção endêmica, epidemias, desastres naturais, ausência de perspectivas e de futuro. Em um estudo de 2012, o IBGE concluiu que, até o ano de 2010, de cada 100 organizações brasileiras (públicas ou privadas), cinco delas eram uma entidade do terceiro setor. A relevância dessas entidades no mundo se mostra principalmente porque elas tornam os indivíduos mais conscientes de seus direitos e deveres, de forma a capacitá-los a participar do processo de transformação de sua realidade local e do ambiente que os cerca, a fim de tornar essas pessoas cidadãs. A grande virtude do terceiro setor mostra-se clara quando constatamos a ampla gama de suas atividades na sociedade. Ele é composto por entidades que atuam com questões que afetam o país nas mais diversas áreas: assistência social, cultura, saúde, meio ambiente, lazer, esporte, educação, empoderamento de minorias, defesa de vulneráveis etc. Tais entidades oferecem atendimento a pessoas e famílias à margem do processo produtivo ou fora do mercado de trabalho e atuam na garantia e na defesa dos direitos dessas populações. Além disso, são de caráter privado, mas desenvolvem projetos de interesse público. Assim, geram emprego e estimulam o voluntariado, entre tantas outras formas de atuação.

Não há ideologia superior à solidariedade

Uma dessas entidades do terceiro setor com intensa atuação na realidade brasileira é a União Planetária (UP). Trata-se de uma organização da sociedade civil de interesse público (Oscip), com atuação nos âmbitos distrital e federal. Criada em 1997, em Brasília (DF), a organização nasceu com a missão de promover a solidariedade e colaborar na construção de um mundo mais justo e fraterno. Portanto, tendo sido fundada em 1997, a UP completa,

neste ano de 2018, 21 anos de existência. Nestas duas décadas, a fim de alcançar seus objetivos sociais de solidariedade, paz e desenvolvimento humano, a União Planetária atuou (e tem atuado) intensamente nas áreas de educação, direitos humanos e comunicação positiva, firmando parcerias e executando convênios. Nestes anos todos, a organização sempre buscou encontrar e aplicar práticas inovadoras voltadas à transformação social em um sentido amplo, além de difundir e fortalecer as práticas sociais já existentes. Na área de direitos humanos, alguns de seus projetos merecem destaque. Desde 2012, a UP atua também como Centro de Referência em Direitos Humanos do Distrito Federal (CRDH/DF), por meio de um convênio com o Ministério dos Direitos Humanos. O CRDH oferece atendimento jurídico e psicossocial a vítimas de violações, além de realizar ações de promoção e defesa de direitos, campanhas e cursos de conscientização. Já realizou mais de quatro mil atendimentos e atua em estreita parceria com diversos órgãos governamentais e não governamentais para o fortalecimento de uma rede de defesa dos direitos humanos no DF. É, ainda, Centro de Referência em Diversidade Religiosa e Núcleo de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa. Ambas as qualificações são frutos de parceria com o Ministério dos Direitos Humanos e ampliam a sua atuação sistemática na área dos direitos humanos. Mais recentemente, em 2015, a UP firmou um novo convênio com a então Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) (atualmente, Ministério dos Direitos Humanos), desta vez para a execução de um projeto de educomunicação em nove escolas públicas do DF e em uma unidade de cumprimento de medidas socioeducativas (a Unire, no Recanto das Emas). O projeto – denominado “Ecoar: protagonismo em rede”– teve como objetivo principal mostrar aos 250 jovens atendidos pela iniciativa que eles são agentes transformadores de suas próprias realidades e que a comunicação tem um poderoso papel de mobilização, com vistas a fortalecer as reflexões sobre cidadania em cada comunidade assistida. As oficinas ocorreram no ano seguinte (em 2016) e trataram de temáticas relacionadas aos direitos humanos. O sucesso que as oficinas alcançaram no meio escolar e de ressocialização mostrou quão fundamental é um projeto assim para o empoderamento dos jovens que vivem em situação de vulnerabilidade social.

Pedagogia das Virtudes e Movimento 2022

Ainda na área de educação, nestes 21 anos, a União Planetária empreendeu diversas iniciativas, dentre as quais se destaca sua atuação como Secretaria-Executiva do Movimento Pedagogia das Virtudes, que reúne mais de 50 entidades – a exemplo da ONU, do MEC, de diversas universidades, da OAB e de várias instituições religiosas, entre outros órgãos – para pensar um novo modelo de educação e de sociedade. É, ainda, participante do “Movimento 2022: O Brasil Que Queremos”, que foi lançado em Brasília, em 2015, como fruto de uma parceria entre a UP e a UnB, mediante

o Núcleo de Estudos do Futuro. O movimento cria espaços para diálogos construtivos entre acadêmicos, profissionais de diferentes áreas do conhecimento e representantes do governo e da sociedade civil sobre questões que afligem o país, objetivando encontrar soluções e respostas. Nestes anos todos, a UP atuou também em muitos outros projetos e em outras áreas também, como, por exemplo, nas de cultura, relações internacionais e meio ambiente, por meio de projetos específicos e de divulgação de reflexões nessas áreas, graças ao seu canal televisivo, a TV SUPREN.

Para uma nova consciência, uma nova televisão

Para cumprir com sua missão de transformação social nestas duas décadas, a UP sempre acreditou no poder da comunicação como difusora de novas práticas. Assim, fundou a TV SUPREN, com fundamento no conceito de comunicação positiva. A TV SUPREN conta com produção própria de conteúdos positivos, além de abrir espaço para a veiculação de produções de parceiros que compartilhem dos mesmos ideais. Sua programação é educativa e cultural e sua editoria objetiva a divulgação daquilo que é realizado de positivo mundo afora. Acredita que, divulgando boas ações, pode criar uma corrente do bem, utilizando o poder de replicação da mídia para estimular o engajamento de seus telespectadores em questões sociais, bem como a reflexão sobre paradigmas e a elevação da consciência com vistas à promoção do bem comum. Em sua grade de programação, há conteúdos que estimulam a qualidade de vida, promovem reflexões sobre questões ambientais e sociais, divulgam boas práticas, abrem espaço para manifestações culturais diversas e reforçam a consciência coletiva da responsabilidade individual para a construção de um mundo mais justo. A TV SUPREN é uma alternativa consistente à comunicação de massa, que tanto promove as mazelas da humanidade. Trata-se de um trabalho coletivo que “rema contra a maré”, procurando a difusão de valores e virtudes, que são os pilares conceituais da UP, buscando realçar aquilo que nos torna humanos: a solidariedade.

Venha conhecer um novo modelo de comunicação que despertará em você aquilo que há de mais belo e positivo!

Voluntariado

Para ao mesmo tempo servir de apoio às frentes de atividade da UP e incentivar a participação da sociedade nos âmbitos de atuação da entidade, a União Planetária incentiva o trabalho dos voluntários em suas equipes. Qualquer pessoa, independentemente de ideologia política, crença religiosa, cultura e tempo, pode atuar, de acordo com suas capacidades e habilidades, nos projetos da UP. Com o slogan “Seja um voluntário da União Planetária para transformar a si e ao mundo”, acreditamos que ser um voluntário da UP significa estar a serviço do bem e trabalhar pela transformação social, a partir de uma perspectiva positiva. Significa abrir-se à transformação, ser a mudança que se deseja ver no mundo. Significa, ainda, estar em contato com a centralidade das discussões políticas e acadêmicas sobre a construção de um mundo mais solidário, contribuindo ativamente para o avanço dessas reflexões.

Atuação internacional

Para cumprir com sua missão de agente transformador da sociedade global, a exemplo de seu próprio nome (União Planetária), a UP promove a união de todos os povos. Para isso, fomenta a cooperação internacional com parcerias com organismos e entidades internacionais, como embaixadas sediadas no Brasil e diversas agências da ONU. Assim, a UP desenvolve ações diversas, a exemplo de seminários e outros eventos, com o objetivo de dialogar e construir uma cultura de paz nas relações internacionais. Desta forma, divulga amplamente eventos diplomáticos diversos com o objetivo de promover os valores e as virtudes de cada povo. Além disso, produz conteúdos audiovisuais de divulgação da cultura internacional dentro e fora do Brasil. Os esforços para com a comunidade internacional têm sido uma das principais atividades da UP. Para isso, a TV SUPREN estreou o programa semanal “Entre amigos: Conversando com o Mundo”. O programa tem o propósito de destacar a qualidade de diversos países, promover a fraternidade universal e a cooperação nas relações internacionais. As entrevistas são focadas nos aspectos positivos e na colaboração dos países para a concretização da cultura da paz, bem como em suas histórias, suas tradições e suas culturas, a fim de mostrar o que há de melhor nessas nações, permitindo o fortalecimento das relações do Brasil com as embaixadas. Desde sua estreia, há mais de dez anos, o Entre Amigos já gravou programas com embaixadores de mais de 40 países. Com base na proposta de comunicação positiva e por meio de parcerias com embaixadas (como as do Cazaquistão, da China e do Vietnã), equipes da TV SUPREN visitaram esses países com o objetivo de trazer uma imagem otimista deles, a partir da produção de documentários, de modo a colaborar com o intercâmbio cultural e o compartilhamento de valores e virtudes em nível planetário. Tais filmes possibilitaram dar uma visibilidade inédita ao que cada um dos países tem de positivo e promoveram os esforços dessas nações em prol da paz, da fraternidade e da construção de um mundo melhor, a exemplo do Cazaquistão, país central da Ásia que tem se destacado pelo seu empenho pela paz. Para disseminar os ideais de fraternidade entre todos os seres, fortalecer o intercâmbio de valores e fechar novas parcerias, a UP incentiva a adoção do esperanto como língua de trabalho e defende sua adoção como instrumento de uma globalização solidária. No âmbito da comunicação internacional, falar esperanto significa ser cidadão do mundo e acessar lares e instituições de esperantistas em milhares de cidades de centenas de países. Significa dispor de um instrumento linguístico neutro e culturalmente ecumênico.

Aniversário

Nesta data tão especial para a União Planetária, para todos os nossos parceiros e para a sociedade brasileira, reforçamos a continuidade de nossa atuação em prol dos valores que sempre disseminamos e que são a razão de ser de nossa existência e de nosso trabalho. Para os nossos próximos 21 anos, convidamos você, leitor ou leitora, a conhecer a União Planetária e a fazer parte deste projeto de transformação social. Faça-nos uma visita e tome parte de uma das nossas frentes de atuação. A todas as pessoas que tornaram possível este sonho de 21 anos, toda a nossa gratidão!

Feliz aniversário, União Planetária!

 

Deixar um Comentário