09 mar
  • Por Administrador

União planetária retoma os trabalhos do Centro de Referência em Direitos Humanos com atendimento gratuito à população

Atuante na área de direitos humanos, a União Planetária volta com
atendimentos gratuitos à população do DF e entorno através do Centro de
Referência em Direitos Humanos do Distrito Federal (CRDH/DF) em parceria com o
Ministério dos Direitos Humanos, que desde 2012 tem atuado de maneira efetiva
para a garantia e acesso a direitos e serviços de orientação jurídica, social e
psicológica. Neste ano e nessa nova fase do projeto, o Centro tem focado na
temática de direito à moradia, por isso, a primeira parceria firmada foi com o
Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadores sem Teto (MTST). O CRDH começará sua atuação com o núcleo do movimento de Planaltina, mais precisamente na ocupação do prédio da UNAF, que
há nove meses abriga 81 famílias, sendo a maioria de seus integrantes mulheres.

Os atendimentos itinerantes a essa comunidade começarão, de fato, a
partir desta sexta-feira (10/03). A equipe do CRDH pretende atuar todas as
sextas-feiras à tarde levando rodas de terapia comunitária, atendimentos
individuais com psicólogos, advogados e assistentes sociais. Além disso, fará
encontros usando uma metodologia de educação popular para o levantamento de
demandas coletivas e trabalhará na formação em direitos humanos dessas
famílias.


Segundo a advogada do projeto, Érika Medeiros, o CRDH está construindo
uma parceria com a Assessoria Jurídica Universitária Popular (Ajup) Roberto Lyra Filho, da Universidade de Brasília, que já trabalha com o
MTST, com vistas a somar esforços na luta pelos direitos de pessoas que vivem
em assentamentos, acampamentos, ocupações, entre outros. Ela também fala sobre
a atuação do Centro nos últimos anos.

 

 “A última edição dos projetos do Centro tinha como foco atender a
população idosa, por isso foi criado o Núcleo de Enfrentamento à Violência
contra a Pessoa Idosa, que é uma extensão do nosso Centro. Ele realizou
diversas 
ações itinerantes para promover o enfrentamento de todas as formas de
violência contra a pessoa idosa.
 Agora com a retomada, estamos com a
perspectiva de atender mais amplamente casos de todos os tipos de violações de direitos humanos. 
É importante destacar que, mesmo estando aberto ao atendimento a
qualquer cidadão e cidadã que sinta seus direitos violados, o foco do projeto este ano é
atender questões relacionadas a conflitos de 
luta por moradia”. 

 

Além dos atendimentos itinerantes, o CRDH já começou a dar orientação
nas áreas jurídica e psicossocial na sede do projeto, onde o cidadão e a cidadã são acolhidos e atendidos por uma equipe multidisciplinar capacitada.    

 

Os atendimentos são realizados todas as terças e quintas-feiras, das 14h
às 18h, na Galeria do Hotel Bonaparte (Setor Hoteleiro Sul, Bloco J, Loja 04).


Maiores informações podem ser obtidas pelos telefones (61) 3368-3421 e
3577-3421.

Deixar um Comentário