29 set
  • Por Administrador

Palestras encerram o último dia da Capacitação em Envelhecimento e Políticas Públicas

O encerramento da semana do idoso
realizada pelo Núcleo de Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa do DF,
a Secretaria de Estado de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e
Direitos Humanos do GDF (SEMIDH), a Defensoria Pública do DF e da Secretaria de
Direitos Humanos da Presidência da República aconteceu hoje, no auditório da
Defensoria.

Desde ontem foram realizados
ciclos de palestras e oficinas voltadas para políticas públicas à população
idosa. O objetivo foi qualificar e empoderar não só os membros de entidades e
da rede de atendimentos aos idosos, mas também os próprios idosos.

As palestras de hoje contaram com
a presença de integrantes da Defensoria Pública do DF e da Universidade da
Maturidade – UMA/UNB, que é um projeto de extensão da UnB realizado em parceria
com a Universidade Federal de Tocantins para educação e sensibilização ao
envelhecimento.

A primeira fala ficou por conta
da Defensora Pública Paula Regina que abordou os direitos da pessoa idosa e as
redes de atendimento existentes no DF, e em seguida, a professora Maria
Alzemira realizou uma roda de conversa com o tema sobre os relatos de experiência
do envelhecer no DF.

Elizabeth Cristina, aluna da
UMA/UNB que participou dos dois dias do evento, diz ter gostado da programação
de palestras e oficinas. “A capacitação abrangeu diversos temas sobre o
envelhecimento, o que é de grande interesse da pessoa idosa. Além disso, o
público foi muito diversificado”, afirmou.

Elizabeth ainda disse que ama
estudar e participar de uma capacitação como essa fez com que seu conhecimento
fosse aprimorado. “Meu objetivo de participar desse evento foi aprimorar minhas
informações, pois assim, posso colaborar com outros idosos que não puderam ter a
mesma oportunidade”, afirmou. 

Segundo a Defensora Pública Paula
Regina, “O objetivo dos dois dias de encontro foi capacitar os profissionais da
rede [de atendimento a população idosa] para que prestem um atendimento cada
vez melhor, uma vez que o Distrito Federal é a unidade da federação que
apresenta a maior expectativa de vida e a que lidera o número de casos de
violência contra idosos”, destacou, elencando dados do IBGE e do Disque 100, da
Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH-PR),
respectivamente.

Direitos da pessoa idosa

A
palestra ministrada por Paula Regina abordou o tema de direitos da pessoa
idosa. A moderadora esmiuçou e explicou todos os direitos da pessoa idosa
previstos no Estatuto do Idoso, que por muita vezes são desrespeitados, ou até
desconhecidos pela população.  Além
disso, a Defensora apresentou os marcos legais nacionais e internacionais.  

Paula
afirmou que os direitos da pessoa idosa estão sendo mais divulgado para a
população, o que consequentemente trás mais conscientização perante esses
direitos.

Redes de atendimento

Paula
Regina ministrou a palestra e iniciou sua fala conceituando o que são redes de
atendimento. “Rede é um conjunto de todos os órgãos e entidades que trabalham
no atendimento de determinados segmentos da população, nesse caso, do idoso”,
afirmou.

De acordo
com Paula, a população se encontra perdida em relação à rede existente, e isso
é devido às muitas modificações realizadas nesses órgãos e entidades
participantes.

Além disso,
apresentou a configuração da rede de atendimento atual e quais as existentes no
DF, que infelizmente, ainda são incipientes e estão em processo de construção.

Relatos de experiência do envelhecer no DF

A
capacitação em Envelhecimento e Politicas Públicas foi finalizada com uma roda
de conversa, ministrado pela professora Maria Alzemira e a Defensora Paula
Regina.

A roda
teve o objetivo de promover uma conversa entre os participantes, para que
assim, pudessem relatar sobre o envelhecimento e opiniões a respeito. A
conversa foi livre, o que fez com que houvesse muitas trocas de experiências. 

Deixar um Comentário