24 out
  • Por Administrador

CAVALOS SUBMETIDOS A MAUS-TRATOS RECEBEM CUIDADOS POR MEIO DE PROGRAMA

O Projeto Pangaré é resultado de uma parceria entre o GDF e a ONG Proanima. O objetivo é dar assistência e cuidados aos cavalos que são encontrados na rua

Os fiscais do GDF e a ONG Proanima estão de olho naqueles que ousam maltratar cavalos, submetendo os bichos a jornadas exaustivas de trabalho, esforço além da capacidade do animal, sede, alimentação inadequada e causar ferimentos de maneira proposital. A entidade atua na defesa dos animais há uma década.

Nos últimos anos, a Proanima firmou parceria com o GDF, em prol do bem estar dos cavalos.  Com base em informações oficiais, a cada dia morre um animal desses nas ruas do DF. Eles estão mais concentrados nos terrenos e chácaras na periferia das cidades.

Este ano, a Proanima, junto com a Frente Parlamentar de Defesa dos Animais da Câmara Legislativa, irá apresentar um Projeto de Lei com proibição total de veículos de Tração Animal, em todo o DF. Mas, mesmo antes da proposta virar lei, a entidade busca parcerias para a construção de um santuário de cavalos para abrigar animais apreendidos até aparecer quem queira adotá-los.

Segundo Antoniana Ottoni, voluntária da Proanima, são dezenas de animais. Uns em melhores condições, outros nem tanto. Por estarem apreendidos, os proprietários são multados e pagam diárias.

Na hora de adotá-los, é preciso atender a uma série de exigências. Como é o caso de Audenice que adotou dois animais, porém um deles não teve um desempenho tão bom, e como parte do compromisso firmado com os doadores, ela chamou um veterinário para garantir a boa saúde e o bem- estar do cavalo.

Deixar um Comentário